Projeto Biblioteca Escolar da EEMAG. (Atualizado)

 Projeto de Organização da Biblioteca Escolar

 Justificativa

 Sempre defendemos a ideia de que a leitura e o letramento são a alma do conhecimento, da aprendizagem, da escola. Ninguém tem dúvida de que eles são essenciais, dinâmicos e precisam ser estimulados e aprofundados ao longo dos anos da escolaridade e da vida.

O conceito de biblioteca escolar como “depositário de livros para escolha e empréstimo” é incompatível com esta perspectiva, além de ter sido ultrapassado nos anos oitenta e noventa, quando a teoria da informação tomou o lugar da simples biblioteconomia escolar.

 Tornou-se necessário implantar um modelo de biblioteca que favoreça e seja coerente e compatível com a complexidade das questões relativas à leitura e ao letramento e se baseie numa dinâmica da cultura e do movimento.

 Um modelo possível na escola estadual é aquele em que a biblioteca se configure como um espaço de cultura, diálogo, debates, encontros, seminários, discussões, apresentação de trabalhos, exposições, stands, murais, leitura, busca de informação, ampliação dos horizontes de letramento e cultura, empréstimo de livros, bem como utilização das novas linguagens e tecnologias voltadas para a ampliação das possibilidades de interação, comunicação, expressão e letramento de qualidade.

É possível, mesmo nos espaços precários e sem muitos recursos, contar com a criatividade, a inteligência, a dedicação e o empenho de pessoas dispostas a reverter o quadro de “abismo” de letramento nas escolas da rede, com soluções trabalhosas, mas simples, e que contribuam para um melhor desempenho e qualidade da aprendizagem escolar, nas avaliações sistêmicas, bem como no resultado dos alunos  e sua preparação para a continuação dos estudos, o mundo do trabalho, ou simplesmente a vida.

Em face à situação atual da biblioteca escolar, com restrição de espaço e mobilidade, por estar concentrada em uma saleta de menos de trinta metros quadrados, sem um espaço específico para o seu funcionamento, e na tentativa de minimizar os problemas de deslocamento itinerante até que a reforma do prédio aconteça, urge ter uma solução, ainda que precária, de forma a viabilizar o uso da biblioteca escolar ou de qualquer projeto de letramento que seja proposto para realização na instituição ou que a escola já esteja fazendo ou venha a fazer.

Objetivo Geral:  Organizar o acervo da escola de forma a viabilizar seu uso, facilitar o acesso a ela e transformar a biblioteca num espaço de conhecimento e cultura, e não um mero depositário de livros.  Objetivos Específicos: A proposta de organização da biblioteca escolar pretende, sinteticamente, ajudar o aluno a:

. Conhecer os gêneros textuais,
. Reconhecer e identificar estes   gêneros;
. Saber classificar uma determinada obra de   acordo com este gênero;
. Saber localizar uma obra genérica no espaço   da biblioteca com relativa autonomia  e   liberdade de escolha;
. Saber identificar e reconhecer ou escolher   as obras específicas indicadas pelo professor ou as leituras exigidas pelas   disciplinas da série cursada;
. Aprender que a biblioteca é um lugar de   produção de conhecimento e cultura e vivenciar este conceito;
. Ter o hábito de lidar com livros impressos   no seu cotidiano, que não sejam apenas os didáticos;
. Valorizar a leitura, o letramento, a aquisição de   conhecimento informativo ou literário;
. Transformar a leitura num hábito   cotidiano;
. Usar o espaço da biblioteca para debates,   interações, seminários, discussões, apresentação e recriação das leituras,   debates sobre autores, apresentação de trabalhos, recriação das obras em   outras formas de linguagem, etc;
. Aprender a lidar com um leque mais variado   de opções, possibilidades de leitura, pluralidade textual, de forma a dirigir   suas escolhas para uma gama maior de opções de gênero, título e autor, sem   que questões como divisões entre literatura estrangeira/brasileira,   literatura antiga/moderna sejam elementos restritivos de leitura.

Assim, o gênero conto, por exemplo, terá autores variados, de todas as épocas e estilos literários e reunirá publicações estrangeiras e nacionais, sem distinção relevante ou prioridade específica, o critério será a identificação dos leitores com o texto, suas habilidades de inserção textual, seu grau de letramento, sua experiência pessoal, social ou cultural, seu desejo de conhecer o novo ou valorizar o tradicional, dentre outros aspectos cuja natureza seja de incentivo à leitura e não impedimento ou restrição.

Para cada categoria ou gênero está sendo sugerida a organização em ordem alfabética, por título do livro (e não por autor), não apenas para atender as exigências dos professores, ou a necessidade da escola, mas para garantir que haja  demanda de leitura por parte dos alunos e ela seja de escolha livre pelo princípio do prazer ou na escolha orientada., mas não deixe de ser oportunidade de conhecimento.

Esta organização visa também a facilitar a movimentação do livro no espaço provisório que temos de forma a facilitar a catalogação, a “baixa” na ficha e nos caderno de controle, a reposição do livro na estante, a contagem de exemplares e a preservação do acervo, já bastante debilitado por problemas variados. Ficará mais fácil, também, atender alguma demanda da comunidade por títulos, caso haja.

Somente após toda a organização do acervo, sugerimos a colagem de etiquetas e bolsinhos. Será possível usar um sistema de catalogação tradicional ou internacional, bandas de cor, ícones de lombada ou mesmo outros nesta proposta organizacional, como funciona em qualquer biblioteca escolar da rede estadual.

Cronograma para implementação dos gêneros na classificação do acervo, concomitante às atividades regulares de funcionamento atuais:

Março:

Organização das obras   nos gêneros da tabela suporte *Abril: Organização das obras   nos gêneros da tabela suporte* Maio: Alterações  no programa de registro digitalJunho Alterações no registro   digitalJulho Limpeza e organização do   acervo, etiquetação e decoração da biblioteca Agosto: Inauguração do Sistema   de Biblioteca Escolar, mostra do acervo e organização definitiva, com   participação dos alunos , trabalhos e atividas propostas na tabela de   atividades.   *TABELA SUPORTE PARA ORGANIZAÇÂO:  

Organização por Gêneros Textuais ou   por Tipologia ou suporte

(Gêneros mais comuns, presentes   no acervo ou mais utilizados na escola)

Abaixo-assinado
Antologias *
Antologia completa, antologia em   prosa, antologia poética, antologia seleta, antologia variada, antologia em   versos
Anamnese
Anúncio
Artigo
Ata
Avaliações
Avisos
Autos
Auto- Ajuda*
Bilhetes
Biografias
Autobiografias,biografias   artísticas, biografias comentadas,biografias históricas, biografias   políticas.
Bula
Caderno:  de   provas, de notas, de receitas, etc.
Campo, campi
Calendário
Cardápio
Cartas
Cartazes
Catálogos
Certificados
Certidões
Comentários
Contos
Contos de amor, contos africanos,   contos de Grimm, contos eróticos, contos estrangeiros, contos fantásticos,   contos de ficção científica, contos históricos, contos memorais, contos   moralistas, contos políticos, contos seletos, contos naturais, contos   jornalísticos, contos naturais, contos realistas, contos religiosos, contos   variados.
Crônicas
Crônicas de amor, crônicas   africanas, crônicas do cotidiano, crônicas históricas, crônicas infantis,   crônicas  esportivas, crônicas de   ficção científica, crônicas jornalísticas, crônicas memorialísticas, crônicas   moralistas,crônicas naturais, crônicas políticas, crônicas religiosas,   crônicas reunidas, crônicas seletas, crônicas variadas
Cronograma
Currículo
Declaração
Denúncia
Descrição
Diagnósticos
Dissertação
Edital
Editorial
E-mail
Enciclopédias e Coleções
Entrevista
Enquete
Esquema
Fábulas
Fábulas infantis, fábulas de Esopo,   fábulas fabulosas, fábulas maravilhosas, fábulas naturais, fábulas modernas,   fábulas políticas, fabulário nacional
Fichamento
Gabarito ou folha de respostas
Gráfico
Guias
Índice ou sumário
Infográfico
Instrução Programada
Lista, listagem, rol ou relação
Legenda
Manifesto
Manuais

de instrução, de funcionamento   ,de instalação,de uso  , de máquina, de   montagem, de reparação, de utilização , de operação

Mapas

Geográficos,   geo-políticos, políticos, econômicos, regionais, climáticos,de relevo,   hidrografia, clima, populacionais, etc.

Memórias
Memórias de amor, memórias   bibliográficas, memórias esportivas, memórias de família, memórias   ficcionais, memórias inventadas, memórias jornalísticas, memórias históricas,   memórias teatrais, memórias de viagem, memórias realísticas;
Memorandos
Mensagem
Novelas
Novelas de amor, novelas de teatro,   novelas de televisão, novelas históricas, novelas de ficção, novelas de   rádio.
Nota
Notificação
Ofícios
Parecer
Petição
Pesquisa
Poesia
Poesia de amor, poesia clássica,   poesia educativa, poesia histórica, poesia religiosa, poesia reunida, poesia   seleta, poesia variada, toda poesia(antologias poéticas) reunindo: sonetos,   odes, elegias, idílios,éclogas, canções, hai-kai, cordel, trovas populares,   quadrinhas,
Post
Projeto
Quadro mnemônico
Questionários
Receita
Regimento
Regulamento
Relatórios
Reportagem
Resenha
Resumo ou Sinopse
Requerimentos

 

Revistas

Revistas em quadrinhos,  revistas de moda, revistas variadas,   revistas temáticas, educativas, políticas, de economia, etc.

 

 

 

Romance
Romance de amor, romance de   aventura, romance analítico, romance autobiográfico,   romance biográfico, romance erótico, romance de ficção, romance infantil, romance infanto-juvenil,   romance histórico, romance jornalístico,   romance memorialístico, romance   mitológico, romance natural, romance político, romance religioso,   romance de viagem.
Roteiro
Rótulo
Scrap
Tabela
Telegrama

(Dentre outros)

 

Combinados para o uso da biblioteca escolar e atividades de leitura

Querido   aluno:

Para   melhor andamento de nossas atividades de leitura, discutimos os seguintes   combinados, de forma a garantir um andamento tranqüilo em nossa rotina de   atividades em língua portuguesa:
1.Respeite   as regras e normas para o uso da biblioteca escolar;
2.Pelo   menos uma vez na semana, realize um empréstimo de livro literário ou de   qualquer outro título disponível na biblioteca para empréstimo.Leia o livro com dedicação e prazer, se envolva   com os textos , curta a viagem da leitura,novas aventuras, coloque-se no   lugar dos personagens,  envolva-se com todos os enredos e tramas que as   histórias trarão para a sua vida. Conheça novos lugares, novos pensamentos e   sentimentos e interaja, de fato, com o livro. Deixe-se levar pelo   prazer da leitura e aproveite para dirigir a sua atenção, o seu prazer e   aprenda um pouco mais sobre as pessoas, os relacionamentos, as culturas e as   diferentes formas e pensar e agir sobre a realidade.

3.Combine   o melhor horário e dia da semana para empréstimos e renovações de livros.Os alunos que já são fãs de carteirinha dos   livros, e já estão se tornando “ratos de biblioteca” , poderão combinar duas   ou mais vezes por semana as idas à biblioteca.(Vocês poderão usar um dia da   aula de português para empréstimo e renovação de livros, porém lembrem-se de   que combinamos de descer de cinco em cinco alunos, e nada de voltinhas   pela quadra,pelos banheiros, ir até a sala dos “chegados” ou bater um papinho   e nunca mais voltar.Use bem a liberdade de ir e vir.Se você tiver dúvidas   quanto a que livro escolher, peça sugestões aos colegas leitores, à   bibliotecárias e aos professores.Nada de ficar três horas escolhendo um   livro, e atrasar os colegas que estão esperando pela sua vez.) Nota:As   bibliotecárias agendarão os empréstimos por turma ou horários livres, siga o   seu horário e não se esqueça de trazer o  livro para renovação ou novo   empréstimo nas datas e horários previstos.4.Retire   livros variados, escolha sempre   um livro adequado à sua faixa etária.Alguns alunos estão lendo livros de   banho, pré-livros, fábulas para crianças.Eles são deliciosos de ler, porém   varie a qualidade dos textos que você lê, e sobretudo procure ler textos de   diferentes gêneros.Este ano estamos enfatizando a leitura de   crônicas, contos,novelas e romances.O ano passado lemos todas as coleções de   poesia, folclore, adivinhas, piadas, e textos curtos.Procure ler as   antologias indicadas pelo MEC para a sua série, e não deixe de ler as   revistas e jornais que estão disponíveis na biblioteca, como a “Recreio”, os   números da “Superinteressante”,”Mundo Jovem”,”Ciência  Hoje”e outros   títulos que você não pode perder.Não se esqueça de ler as HQs, sobretudo as   coleções do Asterix , Turma da Mônica ,Mafalda (temos a coleção completa) ,   os do Ziraldo, e os Marvel Comics.5.Para   registrar ou catalogar as suas leituras,   você pode criar um caderno, uma agenda, um bloquinho.Todo mundo já está meio   cansado daqueles fichamentos chatérrimos para verificação de leitura, em que   você tem que fazer sempre as mesmas coisas ,como anotar o livro, o autor, a   editora e até a tiragem, além de fazer o resumo da obra.Proponho para este   ano algumas das atividades que fizemos no ano passado e que podem ser melhor   aproveitadas.Vai aí o roteiro delas:Roteiro:Ao   ler um livro, escolha, dentre as atividades abaixo, aquela que você acha mais   prazerosa, adequada ou coerente com as  idéias e histórias lidas.Varie   de atividade para cada livro lido, para não ficar repetitivo:

A.Os velhos resumos e fichamentos da obra ;
B.O reconto oral da história, com apresentação em sala de aula;
C.A encenação (teatro) da história ou de um trecho dela , com     apresentação em sala;
D.A transformação da história em texto ilustrado, usando o que você     aprendeu sobre os quadrinhos e planilhas de desenho, na forma de cartaz ,     cartilha ou outro registro imagético;
E.A maquete da história, com várias cenas da narrativa, que pode ser     feita a partir de materiais reciclados, representando os elementos cênicos,     usando técnicas de fantoche, suporte com palitos, colagem em isopor,     flutuação com nylon, colagens, etc;
F.Criação de música ou paródia que aborde a temática do livro, seu     enredo,etc.Alguns alunos são da corporação musical e poderão tocar e     acompanhar seus colegas nesta tarefa;
G.Criação de um jornal escrito ou falado sobre a obra lida,a ser     apresentado na sala ou exposto, com entrevistas, câmeras de papelão,     enquetes, etc;
H.A transformação do conteúdo do livro em jogos lógicos,quebra-cabeças,     perguntas e respostas,baralho de fatos,júri simulado para defesa deste ou     aquele personagem ou idéia exposta pelo livro;
I.Elaboração de resenhas indicando ou não o livro para leitura, e     apresentando o seu ponto de vista sobre a obra;
J.Confecção de teatro de bonecos, marionetes, teatro de sombras ou     jogos de mímica com narração ao fundo para apresentação do enredo ou de     parte dele, etc.

Estas   são algumas sugestões de atividades, que podem ser expostas numa mostra   aberta ou exposição de trabalhos na última sexta-feira de cada mês, por   exemplo.Um dia, quando dispusermos de mais recursos, poderemos também fazer   animações,fotografias,filmagens,PowerPoint, curtas-metragens, vídeos,e   recriações bem legais das histórias lidas, e criar até blogs  para   divulgar as atividades. Nota final: Este projeto foi originalmente publicado em março de 2009 e tem copyright e direitos autorais reservados em nome de dedealmeida2009@hotmail.com, no domínio do  wordpress international escolamessiasantonio.wordpress.com, é de natureza filantrópica sem fins lucrativos, podendo ser inteiramente apropriado, reproduzido, separado em partes ou aproveitado por qualquer pessoa, desde que preservadas a autoria e a marca registrada.

Inhaúma, março de 2014.

DSC03823

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s